Redação de aluno da Unigranrio percorrerá 191 países



Wenderson Aparecido dos Santos, do curso de Administração/Lapa, ficou à frente
de 41.229 mil jovens


 
A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco,
sediada em Paris) e a
Folha Dirigida reeditam seu concurso universitário, com mais um tema ligado às causas
sociais: “Como vencer a pobreza e a desigualdade”. Em noite de gala na Academia Brasileira de
Letras (ABL), 100 universitários de todo o Brasil foram homenageados por suas redações, num livro
que será editado em três idiomas, para 191 países. O evento foi prestigiado por familiares dos
autores, por reitores e autoridades da área educacional. Em 2007, 41.339 jovens participaram dessa
maratona.
 
Essa nova publicação dá exemplos de como realizar um casamento entre economia e
justiça social, tão essencial para a redução da miséria e desigualdade em nosso país. Nas
principais redações, houve críticas quanto à falta de espírito solidário, ao preconceito, à
ausência do Estado e de políticas públicas.
 

O presidente do Grupo Folha Dirigida, Adolfo Martins, abriu sua homenagem aos participantes
com uma breve mensagem
: “Perseverem em suas lutas. Não se deixem sepultar pelo fatalismo
de um mundo que nos diz que somos impotentes para escrever a nossa história”.
 

Vestibular da cidadania - Após esse “vestibular”, onde 41.329 mil jovens tentaram
a sorte, foram conhecidos os cinco primeiros colocados, que irão a Paris, com direito a passagem,
hospedagem e ajuda de custo para alimentação. Além dos inúmeros passeios, Breno Achete Mendes,
Clarice Vianna, Ricardo Bailly, Rodrigo Castro e Narayana Marques também entram para a história, na
Casa de Machado de Assis.
 

ABL aprova concurso - Aliás, Cícero Sandroni, o novo presidente da ABL, disse que
os autores desse concurso ajudam a defender a língua portuguesa e a lutar por sua preservação: “Com
ela, podemos melhorar nossas condições de vida, ascender na carreira profissional, na vida social
e, assim, contribuir para acabar com a pobreza e a desigualdade no Brasil”.
 

Representante da Unesco usa o termo antologia - O representante da Unesco no Rio
de Janeiro, Pedro Lessa, disse na abertura desse evento que, no Dia dos Direitos Humanos, jovens
dão alternativas diferenciadas para alguns dos principais problemas enfrentados em todo o mundo: “
Assistimos ao lançamento desta antologia, que expressa, de forma harmônica, o pensamento de 41 mil
brasileiros”.
 

Idealizador desse concurso ratifica a importância da discussão sobre temas
sociais
- Por sua vez, Afonso Faria, diretor de Relações Institucionais da
Folha Dirigida e coordenador do projeto, disse que”o tema do concurso, desse ano, faz
parte de uma campanha da ONU, que instituiu a década de combate à fome e à desigualdade. O livro,
editado em português, inglês e francês, percorrerá o mundo, e o resultado, tenho a certeza,
propiciará mudanças na área social”.
 
 Afinal, as 100 melhores redações viajarão por 192 países, num livro que será
editado nos idiomas Inglês, Português e Francês. A difícil tarefa da comissão julgadora esteve,
mais uma vez, sob a responsabilidade da Fundação Cesgranrio. Os especialistas dessa instituição
levaram em conta criatividade, conteúdo, originalidade, desenvolvimento do tema e coesão.
 

Brasileiros conhecerão a França - Os vencedores participarão do lançamento
internacional da coletânea, na sede da Unesco, na capital francesa. Entre os passeios previstos
estão as visitas à Torre Eiffel, ao museu do Louvre, à catedral de Notre Dame, à Bastilha (famosa
prisão política do império francês).
Os estudantes conhecerão, de perto, um pouco sobre os imortais Napoleão, Chopin,
Oscar Wilde, Edith Piaf (viram o filme?), entre muitos outros. Os apaixonados por história,
arquitetura e artes terão muito o que contar, na volta ao Brasil. Conhecer a Sorbone, uma das
principais universidades do mundo; o Panthéon, construído na época de Luiz XV; a história de nomes
como Rousseau e Voltaire, será para eles algo inesquecível.
 

Aluno da Unigranrio, de novo, na final - O aluno Wenderson Aparecido Nunes dos
Santos, do curso de Administração da Unigranrio/Lapa, esteve perto, pela segunda vez, dessa viagem
à “Cidade Luz”, mas vale a pena citar o mérito de seu trabalho literário, ”Alfa e o ômega,
duas realidades quase opostas”.
Num dos destaques, lê-se “Vidas reféns de um capitalismo cruel, presas numa
inegável cadeia do egoísmo, do individualismo e do cada um faz pra si”.
“Tenho visão holística com relação à sociedade, e tudo o que diz respeito aos mais
carentes e desprezados é motivo de observação. Quero fazer algo de concreto, além da parte
literária. Quem passa fome no Brasil e no Japão, é a mesma coisa, por isso causa revolta o fato de
saber que morrem mais pessoas, no mundo, vítimas da fome, do que nas guerras, ou mesmo por
motivo de doença”, protesta Wenderson, que é natural de Rio Vermelho (MG).
 

Familiares e colegas falam sobre essa premiação - Seus familiares e colegas de
trabalho compareceram em peso, à cerimônia da
Folha Dirigida. Sua tia, Neli Vítor dos Santos, não imaginava que esse finalista fosse
trabalhar em uma livraria, como a Saraiva, e que cultiva as raízes intelectuais dos melhores
estudantes do colégio Couto de Magalhães: “Hoje, já são oito pessoas da família que saíram lá do
interior de Minas, rumo a novos desafios, aqui no Rio”, orgulha-se Neli.
Michele Feitosa Magalhães, gerente da livraria Saraiva e amiga de Wenderson, já
sabia que seu colega chegaria entre os 100 primeiros colocados: “Ele lê muito, gosta de estudar, e
tem respeito à cultura desse país”.
 

Cesgranrio prepara concurso de 2008 - A professora Maria de Lourdes Freire, da
Fundação Cesgranrio, que coordenou a seleção dos 100 melhores trabalhos, já está de olho na edição
2008: “As redações são sempre melhores do que nos anos anteriores. Eu, por exemplo, já estou
ansiosa para ler os textos do próximo concurso”, disse.  


Clique aqui para ler o conteúdo da redação.

1 Comentário

NELI VICTOR DOS SANTOS diz: 15 setembro 2009 - 22:33

FIQUEI MUITO FELIZ EM VER MEU NOME NESSA ENTREVISTA QUE DEI NO DIA DAQUELA GRANDE HOMENAGEM AOS SELECIONADOS, SOU NELI VICTOR, TIA DO WENDERSON AP. QUE ESTEVE TAMBÉM ENTRE OS 100 ESCOLOHIDOS, SINTO-ME HONRADA POR TER MARAVILHOSOS SOBRINHOS, MEU IRMÃO, PAI DELES, FICA MUITÍSSIMO FELIZ, A MÃE NEM SE FALA, MAS NÃO É PRA MENOS, ELES SÃO DEMAIS, BEIJOS, AMO VOCÊS MEU QUERIDOS SOBRINHOS…

Deixe um comentário